Mostrando postagens com marcador Traduções. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Traduções. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Conheça a Lulu - ou Porque homens NÃO DEVEM usar facebook

Quantas vezes você pesquisou uma pessoa no Facebook, Google, ou pediu informações a amigos e familiares antes de sair em um primeiro encontro? Eu vou admitir que eu sempre faço as minhas "Diligências" (todas fazem isso!). 

Um novo aplicativo, chamado Lulu, pretende fazer este trabalho para você, permitindo que usuárias possam classificar seus amigos homens, namorados e ex-namorados em seu banco de dados on-line.

"As mulheres gostam de compartilhar; eles gostam de trocar informações, e de ter suas experiências validadas pelos amigos", disse a presidente-executiva Alexandra Chong, que surgiu com a ideia em um café da manhã com as amigas.

"Há muitas informações poderosas compartilhadas no facebook, e ninguém está se dando conta disso", disse Chong, que fundou Lulu com sua amiga Alison Schwartz (Sr. X: parece nome de nazista). "Agora é hora de criar produtos de mulheres para mulheres".

Quando as usuárias fazem o download da Lulu (precisa ter 18 anos para acessar o app), ele sincroniza com suas contas no Facebook para verificar se é do sexo feminino (através da informação de sexo), além da idade. Homens não conseguem acessar o app. Lulu verifica sua lista de contatos e, em seguida, classifica os homens - colegas de trabalho e velhos amigos de escola podem receber a mesma classificação de um estranho total.

Uma vez no aplicativo, você pode ler as opiniões anônimas postadas por outras usuárias do aplicativo Lulu, adicionar suas próprias classificações, criar um perfil Lulu para um homem, escolhendo uma foto e adicionar o seu nome no banco de dados. O aplicativo pede para você identificar seu relacionamento com um homem qualquer a fim de levantar a ficha dele. Não há como saber se as opiniões levantadas são reais ou inventadas.

As notas atribuídas ao homem são extraídas de questionários, e se baseiam em uma escala de 10 pontos. São abordados fatores como habilidades, ética no trabalho, aparência, humor, boas maneiras e relacionamentos passados, usando várias hashtags pré-escritas. Não existe um texto aberto e livre. A própria usuária diz quais característica são ou não relevantes.

O aplicativo também mostra o status de relacionamento, idade e onde estudou, caso estas informações estejam disponíveis no facebook. Usando dados de localização, os homens disponíveis em sua área também aparecerão no feed de Lulu.

As usuárias são anônimas, e não podem ser avaliadas. A atividade ocorre totalmente fora do facebook, e não é visível para os amigos. Porém, as usuárias podem compartilhar, umas com as outras, perfis e hashtags pesquisáveis.

As fundadoras dizem que o app serve para avaliar celebridades. Cameron Winklevoss, de 31 anos, empresário milionário, teve classificação 7 de 10.

Os homens podem remover seus perfis de Lulu por meio de outro aplicativo: LuluDude.

As fundadoras dizem que Lulu não é uma espécie de fórum para realizar vinganças, como divulgar segredos  profundos dos ex-namorados (Sr. X: faça-me rir!). Ao contrário, a maioria dos comentários são positivos. "Os comentários postados em Lulu colocam ênfase na sabedoria coletiva", diz Schwartz.


--------------------------------------------------------

Sr. X enfiemalulunoolhodeseuscus: As mulheres modernas estão cada vez mais maquiavélicas, crueis, exigentes e, agora, paranoicas! Elas procuram, a todo momento, formas criativas e sádicas de nos avaliar, descobrir segredos impublicáveis e falar mal de ex-namorados; e a indústria parece estar pronta para atender a esta demanda feminina.

Meu conselho: evite publicar dados em seu facebook. Evite postar coisas úteis. Poste apenas lixo; compartilhe apenas imagens engraçadas ou frases de efeito. Não fale nada sobre você, porque nunca se sabe quando uma putinha vai visualizar esta informação e usá-la para te avaliar. Ou, de preferência, não acesse aquela bosta, para seu próprio bem.

Qual será a próxima invenção dessas putas arrombadas? Medidores de pau online?

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Quando engravidei, meu namorado pensou que tinha sido acidente. Não foi!

Querida Prudie,




Há uns 13 anos atrás, eu engravidei.

Na época, eu estava terminando a escola e iniciando a minha carreira. Meu namorado Ben e eu estávamos namorando a sério por alguns anos. Tínhamos conversado sobre casamento e filhos, mas não tinha decidido sobre quando isso seria.

Ben acreditou que a gravidez foi um acidente. Eu falava às pessoas que tinha sido uma "surpresa planejada, mas bem-vinda". Eu nunca disse a outras pessoas, mas minha gravidez não foi acidental.

Parei de tomar pílulas anticoncepcionais, porque queria ter um filho. Depois que eu parei, fiquei um ano tentando engravidar sem sucesso. Cheguei a acreditar que nunca iria conseguir.

Quando finalmente o teste deu positivo, fiquei com a consciência pesada, sabendo que o que tinha feito era desonesto, algo horrível, antiético. Senti muita culpa e vergonha. Cheguei a cogitar o encaminhamento da criança para adoção; mas decidi criá-la.

Ben e eu nos separamos quando nossa filha "Holly" completou três anos. Vivemos em estados diferentes e não somos amigos; mas ele se envolve na vida de Holly, e os dois têm um bom relacionamento. Me casei de novo, e ele também.

Tive outro filho com meu marido atual. Como todo mundo, ele também acredita que Holly foi um acidente.

Eu passei os últimos treze anos com a sensação de que eu era uma espécie de monstro. Mas estou tranquila, e tenho levado uma vida normal. Estava decidida a levar meu segredo para o túmulo comigo.

Há pouco tempo, uma amiga ficou grávida depois de uma transa casual. Todo mundo assume que foi acidente, mas ela me confidenciou que buscou o sexo com o objetivo claro de engravidar. Fiquei aliviada ao encontrar alguém que, assim como eu, planejou uma gravidez "acidental"; isso me estimulou a revelar o meu segredo.

Mas eu tenho medo. Se eu disser ao Ben a verdade, ele poderá mudar a forma como interage com Holly.

Minhas perguntas são: eu sou algum tipo de monstro por ter forçado uma gravidez? E devo confessar, em caso afirmativo, que deveria saber?




Sr. X vai responder à sua pergunta.




SUA PUTA ARROMBADA DO CARALHO. TU NÃO CONSEGUIU SEGURAR A PERIQUITA, FICOU PRENHA NA MARRA (diga-se de passagem que ficou tentando durante um ano), FUDEU COM A VIDA DO BEN E DA SUA FILHA HOLLY, MANTEVE UMA MENTIRA DURANTE TREZE, TREZE ANOS, E AINDA TEM A CARA DE PAU DE PERGUNTAR SE É UM MONSTRO?




Não, tu não é um monstro. Te chamar de monstro é uma ofensa aos monstros de verdade. Tu é muito pior. Tu é um demônio de tetas e buceta ambulante!






Você foi cínica demais; puta que pariu! Porra, um ano tentando engravidar? Um ano mentindo? Um ano, caralho? 

Depois que viu a merda que tu fez, ainda teve coragem dizer que foi uma "agradável surpresa", quando, no fundo, queria enfiar a pequena Holly em um orfanato!

Mulheres da tua laia não passam de putas baratas. Você não passa de uma golpista arrombada! O fato de você ter encontrado outra puta tão vadia quanto não alivia pro teu lado!





O pior é imaginar que vadias da tua laia têm aos montes por aí. Verdadeiras cadelas no cio, que deixam o instinto falar mais alto que a sensatez, fazendo filho sem consentimento do homem, numa tentativa patética de forçá-lo a ficar com ela. Veja que a putinha do texto acima estava iniciando carreira, e não pensou duas vezes em ferrar com a carreira para arrumar barriga.

Quanto ao Ben, que papel de otário, hein? Fuder mulher sem camisinha dá é nisso! Tu cai no velho conto de que ela está tomando pílula, que sem camisinha é mais gostoso, que você precisa confiar nela; e, no final das contas, tu toma no cu com a vadia embarrigada de um boneco teu.

terça-feira, 9 de julho de 2013

Barbie jamanta tenta aliviar o lado das gordas




Conheça a Bárbie "Normal": ela não é alta e magra, mas desenhada dentro dos padrões da mulher americana de 19 anos.

Usando um modelo 3-D, Photoshop e medidas da mulher de 19 anos, em média, o artista Nickolay Lamm, do site MyDeals.com, criou um desenho do que seria uma Bárbie que se assemelhe da melhor forma possível a uma mulher de verdade. Ele usou medições feitas pelo Centro de Controle de Doenças para fazer um modelo 3-D, vestiu-o como a uma Bárbie usando o Photoshop e fotografou uma boneca Bárbie padrão ao lado de seu modelo para mostrar a diferença.

"Eu criei a Bárbie "Normal" porque queria mostrar que a mulher média é bonita", escreveu Lamm em um email para Today.com (jornal que publicou essa merda)."Se a Bárbie Normal parece tão bonita, e se não há sequer uma chance da Bárbie influenciar negativamente as meninas, porque não fazer uma?".

Lamm observou que não pode haver "diferentes interpretações" do que é considerado um "tipo de corpo médio", mas que usou as medidas do CCD para tornar sua criação muito perto deste ideal.

Ele escreveu em seu artigo no MyDeals.com que "algumas pessoas dizem que não devemos prestar atenção às proporções do corpo da Bárbie, porque ela é apenas um brinquedo". No entanto, ele cita uma pesquisa sugerindo que a Bárbie pode levar à insatisfação com o corpo, diminuindo a autoestima das meninas e as levando a hábitos alimentares pouco saudáveis, a fim de se obter um corpo magro.

Criada com uma impressora 3-D, a Bárbie "Normal" também chamou a atenção por ter um traseiro maior do que o padrão Bárbie. A cantora Demi Lovato, que tem sido uma defensora da prevenção de distúrbios alimentares entre meninas, twittou sua aprovação à Bárbie "Normal" aos seus mais de 15 milhões de seguidores.

------------------------------------------------------
Sr. X mulherjamantameupaunaolevanta: Veja o naipe da mulher que defendeu a Bárbie Jamanta:



Magra, gostosinha, com tudo em cima, defendendo o padrão tritossauro como novo padrão de beleza! Já que você apoia esse padrão, porque não entope seu rabo de McDonalds e se adapta a ele, sua puta rampeira?

É incrível como a hipocrisia do politicamente correto está destruindo toda uma cultura de valorização do esforço pessoal, da beleza e do mérito. Não bastasse as meninas se tornarem vadias, promíscuas e mães solteiras, agora querem que os homens aceitem o padrão "Bárbie Jamanta" como novo padrão de beleza?

VÃO PRA PUTA QUE PARIU, ARROMBADOS DO CACETE!

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Homens PRECISAM olhar para outras mulheres continuamente

- Homens sentem mais atração sexual por DESCONHECIDAS do que por mulheres familiares;
- Mulheres, ao contrário, sentem mais atração por homens familiares (exceto se o desconhecido for alfa);
- A preferência sexual do homem por desconhecidas garante uma prole farta;



Se você pegar um homem olhando para uma mulher bonita, não o culpe - é apenas parte da evolução.


Um estudo afirma que mulheres são atraídas por homens conhecidos, enquanto homens são atraídos por desconhecidas. Um rosto feminino nunca visto antes causa mais desejo sexual no homem que um rosto visto pela 4ª vez.

Psicólogos chegaram a esta conclusão depois de mostrar dezenas de fotos a homens e mulheres várias vezes. Quanto mais vezes um rosto masculino era exibido às mulheres, mais atraídas elas se sentiam por ele. Enquanto isso, os homens achavam a mulher menos atraente depois de ver o rosto pela 2ª vez.

Os pesquisadores concluíram que a causa disso pode estar no fato de os homens terem evoluído para maximizar seu sucesso reprodutivo por meio de cruzamento com o maior número possível de mulheres.

Os resultados da pesquisa das universidades de Stirling e Glasgow trazem uma nova luz sobre a forma que os sexos enxergam a familiaridade facial.

Pesquisas anteriores sugeriam que as pessoas, independente do sexo, se sentiam atraídas por pessoas familiares, como parentes ou amigos. Porém, esta nova pesquisa nos leva a crer que homens e mulheres sentem níveis diferentes de atração inicial.

A PESQUISA

Os pesquisadores realizaram uma série de estudos para medir mudanças na atratividade.

Em um deles, 83 mulheres e 65 homens viram fotos de cinco homens e cinco mulheres, uma de cada vez.

Eles foram instruídos a marcar pontuação nas fotos, de acordo com a atração que sentiam.

Depois, foram apresentadas fotos das mesmas pessoas em situações diferentes, para atrasar a identificação dos rostos com as fotos anteriores.

Os resultados, publicados na revista Archives of Sexual Behaviour, mostraram que elas se sentiram mais atraídas pelos rostos dos homens quando os viram pela segunda vez, porque já estavam familiarizadas.

Enquanto isso, os homens diminuiram as notas quando viram as fotos pela segunda vez.

Em outro estudo, foram mostradas imagens faciais e pediram para atribuir às pessoas da foto níveis de confiabilidade e sensualidade.

Quando o experimento se repetiu, de novo, elas atribuíram sensualidade superior aos homens vistos na segunda vez, enquanto eles diminuiram a avaliação de sensualidade delas.


COOLIDGE


Os pesquisadores dizem que os resultados podem ser parcialmente explicados pelo chamado efeito Coolidge - onde os homens são despertados pela novidade de um novo parceiro sexual, mais do que as mulheres.

O termo é uma zombaria atribuída ao 30º presidente dos EUA, Calvin Coolidge.

Durante a visita a uma fazenda, quando sua esposa foi informada que havia apenas um galo e muitas galinhas, porque o galo iria acasalar várias vezes ao dia, ela teria dito: "Diga isso ao Sr. Coolidge".

Quando o presidente perguntou se o galo iria acasalar com uma galinha apenas, responderam que não; ele, então, teria dito: "Diga isso à Sra. Coolidge".


---------------------------------------------------

Sr. X naoqueroversuacarafeiadenovovadia: a ciência comprova, mais uma vez, o que o Sr. X já havia declarado no blog: Casamento é uma agressão à natureza do homem! É um sacrifício ao homem ter de encarar a mesma mulher pelo resto da vida, caralho!

Agora, se você, homem, quer impor a si mesmo este autoflagelo, pelo menos, exija que a candidata a esposa preencha ao menos os requisitos básicos de alguém que almeja o posto de esposa. Modernetes não merecem o sacrifício masculino! Modernetes merecem apenas gatos e prozac.

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Preso por 24 anos por um crime que não cometeu, inocentado e, agora, esposa quer metade do que ele ganhou

A primavera de 1982 parecia cheia de promessas para Steven e Traci Phillips, que tinham acabado de começar um negócio de coberturas em Dallas. Ela estava grávida do primeiro filho.

"Ele é ambicioso e muito trabalhador, um cara brilhante", disse ela. "E eu estava ali ao seu lado o tempo todo".

Mas a sua vida em família terminou naquele ano, quando Steven foi acusado de uma série de crimes sexuais. Em duas audiências em 1982 e 1983, ele foi condenado, baseando-se em testemunhas, apesar dos protestos veementes de sua esposa no banco de testemunhas, de que ele não poderia ter cometido estes crimes.

Ele se declarou culpado de acusações adicionais para evitar um terceiro julgamento e uma sentença pior. Ela passou 10 anos visitando ele, levando o filho e dinheiro para que ele se sustentasse, e na esperança de encontrar uma maneira de tirá-lo. Eventualmente, o casal se afastou e divorciaram-se em 1992.

Steven passou 24 anos na prisão antes que testes de DNA ligassem outro homem aos estupros, o que levou os tribunais a declararem Steven inocente. Em 2009, o Estado lhe concedeu uma indenização de US$ 2 milhões e uma renda mensal de US$ 11 mil. No total, o pacote de compensações pelo tempo que passou na prisão passa de R$ 6 milhões, fora os cuidados com saúde e benefícios educacionais, que ele tem direito a receber.

Sua ex-esposa, agora Traci Tucker, reinvindica uma parte deste dinheiro. Os dois estão em uma batalha legal. Dizem seus advogados que é a primeira do tipo no país. Traci processou Steven e, no ano passado, o Distrito de Dallas lhe concedeu cerca de US$ 150 mil.

"Ele foi vítima de um sistema de justiça falho, e sua família também foi", disse Traci.

Steven está apelando da decisão, e ambos os lados esperam que o caso páre no Tribunal Federal Supremo do Texas, a mais alta corte civil do Estado, para decidir se Traci tem direito a parte da compensação. É uma pergunta que os legisladores se esqueceram de responder.

"Este é um exemplo das consequências não-intencionais da lei", disse o deputado estadual Rafael Anchia. "Nós não pensamos sobre o direito dos cônjuges que se divorciam destes homens inocentes, enquanto eles estavam na prisão".

Steven disse que a ação judicial de sua ex-mulher corre desde que ele foi beneficiado.

"Quando o queijo está sobre a mesa, os ratos saem", disse ele, acrescentando que não sente mágoa de Traci. Outra ex mulher apareceu para tentar recuperar a sustentação de uma criança que não foi paga durante seus anos de prisão.

Steven já gastou mais de US$300 mil em advogados desde que foi libertado e que, apesar da compensação, tem se esforçado para manter sua empresa.

"Essa compensação só me trouxe problemas", disse Steven.

No seu recurso, Steven argumentou que a compensação não foi por salários perdidos, como sustenta Traci. A compensação, segundo os advogados escreveram no recurso, é uma resposta legal aos anos de prisão injusta, não fazendo qualquer referência aos valores que poderia ter ganho se estivesse livre.

Segundo Steven, ele não tinha direito à compensação quando se divorciou, portanto as leis de divisão de bens não podem se aplicar a este caso.

Steven disse que era louvável o empenho de Traci quando estava preso, mas afirmou que raramente era visitado. "É ultrajante que ela faça uma reclamação sobre os anos que passei preso".

Matt Kita, um advogado de Traci, disse que a lei deve contabilizar os danos causados ao conjuge do condenado injustamente, que perdem o companheirismo e renda e enfrentam o estigma de ter um companheiro preso.

"Ela poderia ter sido uma esposa incrível, ou ele poderia ter sido um péssimo marido; mas a lei não considera isso", disse Kita.

Traci disse que não tem como calcular o quanto gastou com advogados, viagens e necessidades com Steven quando ele estava preso.

"Para mim, o casamento era para toda a vida, e eu ia ficar com ele para sempre, e que iriamos passar por isso - ou assim eu pensava", disse ela.

Segundo ela, foi Steven quem pediu o divórcio, e foi ele que mandou ela tocar a vida.

O tribunal concedeu uma indenização de 114 mil dólares a Traci, mais honorários, o que elevou a indenização a 153 mil dólares.

Tucker disse esperar que o caso faria os legisladores repensarem a lei, e os estragos que condenações injustas causam nas famílias.

"Não é tudo sobre dinheiro", disse Traci, "Simplesmente não há reconhecimento. Apenas "desculpe pessoal, por ter arruinado a sua vida, ter tomado o seu provedor e melhor amigo" Nada".


---------------------------------
Sr. X estouvomitandolitroscomessaputa: Que porra do cacete foi essa que eu acabei de ler. Meus bagos caíram rolando pela sala quando terminei de traduzir essa bosta do caralho! Puta que pariu!

A esposinha desiste de esperar o marido que se fudeu em uma acusação falsa de estupro (diga-se de passagem que acusações falsas de estupro são muito comuns, tanto aqui no Brasil quanto lá) , arruma outro macho, rebola na pica dele durante 14 anos, se esquece do Steven; aí, um belo dia, Steven é solto, ganha 6 milhões pelos anos que passou preso e sendo estuprado na cadeia, e, do nada, a putinha reaparece querendo metade do bolo???



Cara, meu cu saiu pela boca lendo essa porra. A vadia dizendo que foi tão vítima quanto ele, mesmo tendo pulado fora e arrumado outro macho; dizendo que o Estado também ferrou com a vida dela (o que daria a ela direito de mover uma ação contra O ESTADO, não contra o Steven); e, por fim, ainda teve o cinismo de dizer que não foi por dinheiro...

Neste caso, tenho a mesma opinião de um comentarista: ela pode até ter direito à metade da indenização, desde que passe 24 anos na cadeia! E aí, vadia? Pode ser?

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Desabafo de um homem casado

Tradução livre de artigo do Roissy


Um leitor me enviou o seguinte email:



Serei breve.

Sou seu fã! Seus conselhos salvaram o meu casamento; agradeço a você e à sua comunidade pela ajuda que me deram!

No entanto, gostaria de fazer um "serviço de utilidade pública", para que outros homens não cometam o erro que cometi. Faça o que quiser, mas me sentiria honrado se você publicasse:






Tenho 35 anos, sou bonito, bem sucedido, em forma (estou melhor que muito homem da minha idade).

Se você me olhasse na rua, iria pensar que estou muito bem, com minha linda esposa, vestida como uma diva, e dois filhos lindos.

Você iria pensar que sou um homem feliz (ou, ao menos, que eu deveria estar feliz).




Ledo engano!




Estou aprisionado no meu casamento. Puta que pariu! Quantas mulheres eu poderia foder todo ano!

Ao invés disso, estou lamentando meu casamento de bosta, junto com meus amigos e seus casamentos de bosta. Já pensei em divórcio várias vezes; mas as pressões sociais e as expectativas familiares me seguraram todos esses anos ("sexo não é importante"; "sua família é muito importante").

Fiquei depressivo por anos, até que um amigo me apresentou o Chateau Heartiste (link disponível na página inicial do blog). Puta que pariu! É como se tivesse nascido de novo! (os leitores da Central também costumam fazer esse tipo de comentário).





Devorei todo o conteúdo que aparecia na minha frente, como uma criança faminta. Cada texto do caralho, um melhor que o outro! E cheguei a algumas conclusões surpreendentes.

Não quero me estender ainda mais. O "serviço de utilidade pública" que eu queria fazer é um recado a todos os homens:




CUIDADO QUANDO UMA MULHER APONTAR UMA "ARMA" NA SUA CABEÇA EXIGINDO CASAMENTO. QUANDO ELA TE PRESSIONA EXIGINDO CASAMENTO, SÓ ESTÁ TE APLICANDO O TESTE FEMININO MAIS CRUEL DE TODOS: FALHAR NESSE TESTE SIGNIFICA QUE SUA VIDA ESTARÁ ARRUINADA... PARA SEMPRE!





Para quem nunca passou por isso, vou explicar como funciona:




Você conhece uma garota. Ela vai fazer de tudo para que você pense que ela é uma mulher diferente das outras. Vai te deixar sair com os amigos, se divertir, e até vai te incentivar a fazer isso. E ela também vai tocar a vida dela, e sair com os amigos.

Vocês vão foder como coelhos sujos, em qualquer lugar. Banheiros públicos, carros, tanto faz! Ela vai engolir a sua porra olhando nos seus olhos! Não existirá limites para sua criatividade sexual! Ela vai acordar todos os vizinhos à noite com os gritos de tesão do seu pau penetrando as entranhas dela.

Ela vai assistir ao futebol com você, e vai virar torcedora do seu time. Vai assistir filmes com você, mesmo ela não gostando; e vai fazer isso sem reclamar. Vai cozinhar refeições especiais, comprará presentes, e será perfeita! É provável até que ela pague a conta do restaurante; vai atender a todos os seus pedidos de carinho e afeto, e vai dar um "sentido" à sua vida.



Então, um belo dia... as coisas mudam!



É difícil descrever o que ocorre a partir daqui. Será que foi algum amigo? A família? O fato é que ela começa a se perguntar o porquê de você não tê-la pedido ainda em casamento. Porque diabos você, um porco egoísta, ainda não atendeu ao desejo de menina dela! Ela vai começar a achar que é um desperdício de tempo ficar ao seu lado. Porque você não dá a ela uma mísera festa de R$50 mil? Só porque é queimar dinheiro? Só porque não te rende nenhum benefício?

Ela vai começar a ficar fria. Choros inexplicáveis, em horas inapropriadas. Sexo vai esfriar... puf! Fim dos boquetes! Todos os assuntos vão mudar para dicas de casamento que ela ouviu ou viu em algum lugar. Se você protestar, ela vai esbravejar, gritar, chorar e fazer acusações infundadas, do tipo "você não me ama".




Este é o começo do fim, meu amigo. E você deve ceder, porra!




Não há como vencer essa luta. Eu tentei, e não consegui. Não há vitória, só os despojos - para ela, claro!

Você deve estar pensando: "eu não quero terminar com ela. Talvez, se eu der a ela o casamento, ela vai voltar a fazer sexo comigo". Você olha para as crianças na rua e pensa: "Eu poderia ser um pai legal". "Eu já não sou tão jovem, preciso pensar em me casar". Vai cair na armadilha de pensar que as coisas melhoram quando se casa.

Ouça-me: as coisas não vão melhorar! Eu não entendia o porquê; mas, agora que eu conheço a Real, entendo perfeitamente como funciona. As coisas não melhoram; ao contrário, pioram! PIORAM MUITO, CARALHO! Para graus absurdos, inimagináveis!

Acha mesmo que vai voltar a ter sexo depois de casar? Rs, vai ter sorte se voltar a ter sexo após seu aniversário. Qualquer coisa legal que já ocorreu em seu quarto será apenas uma memória perdida.




Acha que ela vai voltar a cozinhar pra você? Se fodeu! Vai entupir esse seu cu de fast food e comida congelada. Talvez você goste de cozinhar, ou cozinha só para se manter saudável - bem vindo ao papel de dona de casa beta com buceta. E ai de você se protestar: vai ser colocado no gancho!




Se prepare para ser sabotado. Verifique se o óleo do carro não foi alterado. Verifique se os pneus estão cheios. Quer sentar no sofá e assistir o jogo? Se fudeu! A grama está alta: corte-a!




Lembre-se de manter todas as contas (suas e dela) em dia! A mamãe precisa ir às compras com as meninas! De vez em quando (leia-se o tempo todo), ela precisa comprar coisas boas (leia-se caras pra caralho). Talvez, comprando coisas caras, ela se sinta feliz, certo?

Errado! Ela quer coisas cada vez mais caras! E você entrou em uma armadilha que vai foder sua vida (e o seu bolso) para sempre!




Se você falhar nesse teste, então todos os princípios da Real se tornaram inúteis para você de uma só vez! E sua esposa vai assistir de camarote ao colapso total de sua masculinidade. Vai ser como um espécie de filme de terror em câmera lenta, onde o vilão multila a mulher aos poucos, em um espetáculo de horror e de degradação humana. Seu pau será tão atraente a ela como a merda líquida de uma criança doente. E seu valor sexual baterá vários dígitos negativos.

Temos aqui um triste efeito de bola de neve, onde você vai se tornando cada vez mais carinhoso, sensível e compassivo, e ela vai tomando cada vez mais nojo de sua cara. Cada vez mais ela sentirá ódio de você!

Então, quando for submetido ao teste "case-se ou terminamos tudo", lembre-se de dizer apenas "não". Lembre-se de que, na verdade, é como se estivessem te convidando para uma prisão fria, e te convidando alegremente para você entrar. E, enquanto você estiver lá, trancado, ela vai levantar a saia para vários badboys melhores que você; e você assistirá a tudo sem poder fazer nada!


--------------------------------------

Já fui submetido ao teste da pressão pra casar. O que fiz? Caguei e andei! E vou cagar e andar quantas vezes forem necessárias! Se alguma amante me disser "case-se comigo ou então", eu vou escolher o "então". Ultimatos não funcionam comigo.

Apenas homens fracos cedem à pressão. São medrosos; têm medo de ficar sozinhos e sem sexo pra sempre. Mas esse medo é só um fantasma. Ignore o ultimato e continue andando. Exerça o seu direito de andar. E perceba que ela vem correndo atrás de você, pedindo mil desculpas.

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Como responder a uma garota que termina via facebook

Tradução de artigo do Roissy



Muitos leitores comentaram o post de ontem (na época; o post é meio antigo) sobre uma garota que termina com seu namorado via facebook e, em seguida, lê sua resposta lamentável para um grupo de pessoas em uma festa, de forma a destruir a reputação do beta para sempre.

Enquanto o post servia apenas como um relato, os leitores resolveram tratar o caso como um teste feminino, tentando descobrir a melhor forma de lidar com essa situação. Examinei algumas das sugestões, e eis as melhores respostas:




1 - ...................................

Isso mesmo! Nada! 90% dos casos, o silêncio será a melhor resposta. É um método à prova de falhas, que irá provocar um curto circuito na cabeça da mulher.

Você tem que entender que, quase sempre, são elas quem terminam os relacionamentos. Calculo que o índice de términos iniciados por elas sejam da ordem de 75-85%. As mulheres também iniciam de 66-75% de todos os divórcios no mundo inteiro!

O fato é que elas ADORAM terminar relacionamentos! Chutar um homem massageia o ego de uma mulher. A recíproca não é verdadeira. Homens odeiam terminar, mesmo quando o relacionamento é um pé no saco.  Converse com qualquer homem que já tenha iniciado o término de um relacionamento: ele dirá que foi uma experiência ruim, e que a mantinha por perto durante algum tempo, ao invés de cortar o relacionamento para sempre.

Sabendo disso, é sua obrigação, como macho, evitar que ela massageie o ego às suas custas. Entenda que reagir a um término = macho beta dominado. Macho alfa cercado de mulheres está cagando e andando para uma puta que se afasta: ela não faz falta!

Elas sabem disso, e, para elas, é muito estranho quando um macho beta fica indiferente ao término do relacionamento. Elas começam a se perguntar se a sua atitude foi a melhor, ficam com medo e começam a se martirizar.

Uma pergunta aos leitores homens que mantêm três ou mais namoradas ao mesmo tempo. Quando uma delas resolve terminar, qual a sua reação? O que você sente? "Eu nem me lembro de como senti, acho que nada", a maioria deles irá responder. Você recebeu um sms terminando tudo e falou consigo mesmo: "yeah, yeah, yeah", apagou a mensagem e nem se lembrou de responder. Fez isso porque realmente não se importava em perder uma de suas namoradas.

Aos leitores beta: vocês devem incorporar essa atitude dentro de vocês! Aprendam a não se importar (não disse FINGIR NÃO SE IMPORTAR: eu disse NÃO SE IMPORTAR DE FATO!).




2 - ok

Uma forma um pouco mais proativa que a primeira. Um simples ok, sem pontuação e sem colocar em maiúsculo. Envie rápido, para não deixar que ela pense que essa foi uma resposta muito planejada.




3 - gay, ou quanto drama, ou nao li e nao lerey (com y), menos, menos

Indiferença acompanhada de humor também é válida.  gay (sem pontuação e sem colocar em maiúsculo) é uma resposta excelente a um email extenso cheio de drama. É dizer, nas entrelinhas: "não acredito que você estava levando isso a sério... huahauahuahuahuahuahuahua". É uma forma de se inverter a situação, colocando você como o terminador, ao invés dela.




4 - 8=====D

Existe algum momento mais propício que responder com um pau em ASCII? Difícil imaginar. Mas seja rápido como uma bala pra responder!




Nada de enviar respostas que possam ser interpretadas como rancorosas ou amargas. Isso vai dizer a ela que você está apaixonado e que teve seu coração partido. Não interessa se você acha que está sendo sarcástico ou indiferente: qualquer resposta muito elaborada denota apego, paspalhão!



Exemplos de respostas que NÃO DEVEM SER USADAS:

"Sim, sei o que dizer"

"Bom"

"Não me importo"

"Mais tarde"

"Obrigado. Agora posso ir para uma garota que eu realmente gosto. "

"Eu te conheço?"




Os erros acima mostram o perigo de se raciocinar como homem, ao invés de raciocinar como mulher. Se você quer atingi-la, então entenda como elas pensam antes de aplicar um golpe mortal. Se você aplicar o golpe errado, o tiro sairá pela culatra.



Sr. X: sexta feira, haverá um post falando sobre possibilidade de reconciliação. Não é tradução, seu animal, é texto escrito pelo poderoso Sr. X! Calcinhas molharão!

Até lá!

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Casamento é pra idiotas.


Pessoal, eu fiz uma tradução rápida de um artigo em inglês sobre os motivos a favor do "marriage strike", do porquê não vale a pena investir nessa porcaria (pelo menos não hoje).

A fonte é o site:

Eu achei esse artigo naquele enoooooooorme chamado A BOLHA MISÂNDRICA:

************

Você está aqui porque pensa em se casar. Um amigo te fez um favor, e mandou você visitar este artigo. Se você será o parceiro que ganha mais no casamento, não pode deixar de ler o que tenho a dizer.

Antes de investir sua vida num casamento, tem alguns detalhes que você precisa estar ciente. A instituição do casamento como conhecíamos não existe mais. Passou por mudanças drásticas nos últimos 50 anos. O que antes era um compromisso pra vida toda, com votos inquebráveis mesmo nas circunstâncias mais severas, foi "relegislado" em algo inteiramente novo graças aos esforços/lobby de feministas radicais e a indústria do divórcio. No esforço de tornar o divórcio menos penoso para donas de casa e esposas que ganham menos, as más incluídas, simplesmente tornaram o casamento "inseguro" para virtualmente todo mundo.

O casamento hoje é uma união temporária de dois indivíduos onde os custos para sair são altamente desiguais. O que isso significa? Significa que após a dissolução do casamento, um parceiro vive como um bandido, enquanto o outro é forçado a uma vida de pobreza interminável, direitos civis negados, e a dois cheques de distância de um calote, desacato à lei, prisão.

Se se força alguém a sofrer assim após um divórcio, você deve achar que essa pessoa mereceu. Talvez ela tenha sido um parceiro ruim? Talvez ela tenha traído? Ah, mas se fosse sempre assim...

O "Karma" não tem nada a ver com isso. Era assim na "antiguidade" nos divórcios "com-causa" quando o parceiro tinha provocado o fim do casamento e era penalizado durante o divórcio. Nesses divórcios antigos, se a parte que errou era a que ganhava mais, era forçada a pagar pensão e ceder vários bens do casamento para a outra, que era a "vítima".

Similarmente, se a parte culpada era dona de casa ou ganhava menos, também tinha de ceder uma pensão e forçada a aceitar uma pequena parte dos bens do casamento.

A moralidade era um grande fator em quem se deu bem e quem se deu mal.

O CASAMENTO 2.0

Durante a segunda metade do século 20 todas as regras que governavam o casamento mudaram. As leis foram modificadas a tal ponto que não podemos mais chamar de "casamento", como foi conhecido pelo milênio. Temos que distinguir essa mutação da instituição com um novo nome. Vamos chamar de CASAMENTO 2.0.

Hoje todo esse negócio de moral está fora da equação. Basicamente o parceiro que ganha mais sempre tem culpa (ou seja, é forçado a ceder seus bens e pagar pensão), e aquele que ganha menos é sempre o "inocente" (quer dizer, obtém a maioria dos bens e uma parte dos futuros salários do ex). Não importa se o parceiro que ganha menos era aquele que estava tendo um caso ou se é quem está pedindo o divórcio.

Aí é onde reside o problema com as leis modernas de família. Você pode ser o melhor provedor do mundo, tomar mesmo conta da sua família, e permanecer fiel aos votos do casamento, e ainda assim tomar um pontapé no meio do cu no divórcio. É uma aposta perdedora para o mocinho (ou mocinha).

Eis uma lista de coisas conspirando contra você, quando você é o principal provedor dentro do Casamento 2.0, e seu parceiro decide sacar (ops, sair) fora do relacionamento com você:

1. As mulheres é que dão entrada na maioria dos divórcios. 66-75% de todos os divórcios são pedidos pelas esposas. Publicações como a "Cosmo" adoram espinafrar homens por terem "medo de compromisso". Os rapazes precisam se perguntar, de que adianta se comprometer quando a outra parte é que é incapaz de aderir ao compromisso 3/4 do tempo?

2. Divórcio Unilateral - Também conhecido como divórcio sem culpa, sem recurso para o outro parceiro no casamento. Não há nada que você possa fazer legalmente falando para interromper um divórcio.

3. Fraude de Violência Doméstica : As leis de divórcio que presumem a culpa até a prova da inocência são agora largamente usadas como o "movimento de abertura no xadrez" de vários divórcios. Uma vez que o marido é removido da sua residência ele nunca retorna, e ela obtém a mesma na divisão de bens. Também conhecido como Legislação Federal VAWA, essa nova lei inconstitucional tem sido indevidamente utilizada para cometimento de fraudes por parceiras que se divorciam desde que veio à tona. Não há leis equivalentes para proteger homens em situações abusivas.

4. Descriminalização do Adultério - O adultério não é mais crime. Porém, deixar de pagar pensão pra uma esposa adúltera é. Tire suas próprias conclusões.

5. Perdendo a Guarda das Crianças - A guarda de crianças é quase sempre dada ao parceiro que ganha menos nos tribunais. Quando você lê por exemplo aquele caso de Outubro de 2009 onde a mãe de um garotinho foi presa por prostituição e seu pai com emprego estável ainda assim teve a custódia negada, entende rapidamente como funcionam esses "dados viciados".

6. Não-execução de Direitos de Visita - Os Estados forçam os pais que não tem a guarda dos filhos a não deixar de pagar a pensão com uma eficácia impressionante, porém não levantam um dedinho que seja para forçar o outro lado a cumprir sua parte no acordo, que é respeitar os direitos de visita de pais que não tem a guarda dos filhos. Se você irá policiar a obrigação de um parente de pagar, por que não fazer o mesmo com o outro para que permita o acesso regular às suas crianças?

7. Crianças como máquinas de fazer dinheiro - A Organização Nacional para Mulheres (em inglês, NOW) tem feito lobby ostensivo contra leis de guarda compartilhada em vários estados. Por que a NOW faria isso? Quer igualdade maior que guarda compartilhada?

Mas sabe qual o motivo? É que o que move a NOW não é mais a igualdade, e sim um jogo de soma zero * para obtenção de recursos. Crianças são máquinas de fazer dinheiro, e é óbvio que a NOW não permitiria que a guarda compartilhada ameaçasse a possibilidade de entrar mais e mais grana.


8. Pensão sem-culpa - Em vários estados, a culpa não é mais um fator para garantir uma pensão. Então agora temos vários casos de "o parceiro A traiu, mas o B paga". Em qual outra área de contratos legais a parte que quebra o contrato ainda assim é paga, e a inocente é punida? Somente no Casamento 2.0!

9. Pensão Unilateral: OK, a ex-mulher se acostumou a viver com um certo padrão, então o ex-exposo irá pagar a pensão. Beleza. Mas e quanto às coisas que o ex-esposo também tinha? Será que homens tem direito a se "acostumarem" a qualquer coisa, também? Se não, por que? Não deveria haver um pagamento inverso de pensão, recíproco, pela ex-mulher, na forma de limpeza semanal da casa, cozinhar alguma coisa 7 noites por semana, e serviços de "acompanhante" para o ex?

Peraí, como é que um parceiro é forçado a prover coisas que o outro se acostumou durante o casamento, e o outro não é obrigado a porra nenhuma?

Assista o vídeo do Chris Rock:



10. Pensão Eterna - Ao contrário da crença popular, a pensão não está morrendo. Houve um período nos anos 1970 em que surgiram leis que eximem de culpa quando alguns estados impuseram limitações em como/quando isso poderia ser dado. Porém, desde então, entidades concentraram seus esforços, como por exemplo, a American Law Institute (ALI) para que a pensão retornasse MESMO.

Aqui você pode ler um artigo do New York Times:


Cobrindo o lançamento de uma publicação de 2002 da "ALI" que recomendou uma maior abrangência de frutos de pensão por volta de 50 estados. Há relatos agora de histórias de horror de vários estados onde parceiros provedores são obrigados a pagar pensão pro resto da vida:


Também há casos como esse artigo do Wall Street Journal:


Onde casos de divórcio concluídos há muito tempo são reabertos e modificados pelos novos paradigmas a favor da pensão. Paul Taylor, mencionado na história do WSJ, foi levado ao tribunal pela sua ex-esposa em 2009, 3 décadas após o divórcio original de 1982, quando ambas as partes concordaram em ceder toda e qualquer pensão passada, presente e futura. A corte reverteu o julgamento original de 1982 e concedeu pensão eterna à ex-esposa. Foi decidido que essa nova pensão fosse deduzida da pensão de Paul Taylor e paga mensalmente a uma mulher que ele nem mesmo viu por 3 décadas. O Sr. Taylor agora foi à falência e está passando seus anos dourados trabalhando como atendente no Wal-Mart.

11. Fraude de Paternidade - Se você não se ligou a tempo que seus filhos não são realmente seus, mas ao invés disso, foram "gerados" por algum rapaz que sua mulher teve um caso, você está sem sorte na maioria dos estados. O que é pior é que se a esposa que te traiu se divorcia de você, mesmo com o exame de DNA levado na justiça, ainda assim você será forçado a pagar 18-23 anos para sustentar essas crianças que são de outro cara.

Como neste caso:


De um homem de Toronto que foi forçado a pagar pensão para gêmeos que mesmo a corte reconheceu que não eram dele, mas mesmo assim o ordenou a continuar pagando. Em nenhuma outra área legal se pune vítimas inocentes pelas condutas de duas outras pessoas.

Mais chocante ainda é este artigo do New York Times:


Sobre um homem da Pensilvânia que foi obrigado a continuar pagando pensão pra sustentar uma criança após sua esposa adúltera se divorciou dele, e casou com o mesmo homem que ela teve o caso e do qual teve o filho.

Hoje o pai biológico, a ex-esposa, e o filho biológico vivem juntos em um único teto como uma família biológica intacta e adivinha quem ainda está pagando a eles mensalmente pra sustentar a criança? 

Sim, o corno do ex-marido ainda tem que pagar todo mês ou vai em cana. Dá pra acreditar? Mesmo pornografia com cuckboys não chega a tamanha vilania.

Conclusão

O Casamento 2.0 é um contrato desigual onde o equilíbrio do poder legal tanto entre o casamento como após o divórcio é altamente viciado contra o principal proedor. Tendo em vista que essa é a realidade das leis de hoje, por que você deveria assinar um contrato tão unilateral? Simplesmente não há benefícios em casamento para o provedor principal pelas regras da versão 2.0.

Nenhum mesmo. Se pergunte agora: "Eu vou ganhar o quê com isso"? Se tudo que eu escrevi acima não lhe convenceu a evitar essa metamorfose institucional que virou uma enorme armadilha legal, então você deve continuar aprendendo mais sobre os riscos de dizer "Eu aceito".

Um bom lugar pra começar a aprender mais é visitando o blog "Não Se Case" (Don't Marry).


Também veja mesmo esse artigo explicando os motivos do casamento ser uma fraude:

quarta-feira, 5 de junho de 2013

É fácil identificar uma vagabunda

Tradução de artigo do Roissy


As mulheres costumas achar que nós somos desatentos aos sinais de mulher puta e arrombada. Ou, talvez, só prefiram acreditar que basta mentir para os homens que eles não conseguirão enxergar a verdade embaixo de seus narizes! Nada mais falso. Homens têm instrumentos sofisticados de detecção de vadias, porque, instintivamente, sabem que elas trapaceiam muito. 


Mulheres mentem sobre o passado sexual, tanto para os homens como para si mesmas, porque sabem que quilometragem sexual é péssima aos olhos dos homens. Elas sabem que jamais conseguirão compromisso sério se o seu grau de vadiagem vier à tona. Pega mal para uma mulher ter fama de chupeteira que adora engolir porra.

Aqui, uma lista de características que mostram que uma mulher é vagabunda, mesmo não sabendo nada sobre seu passado sexual.



ELA FALA SOBRE SEXO ANTES MESMO QUE VOCÊ

Sinal gritante de vagabunda que já gargarejou muita porra. Difícil imaginar quantas posições diferentes ela já fez, com quantos caras já transou, e quantas foram as vezes que transou com MAIS DE UM CARA AO MESMO TEMPO.




ELA SUGERE ATOS SEXUAIS ESTRANHOS

Quanto mais bizarras forem as fantasias dela, maior o número de parceiros e pior a qualidade dos caras que já comeram ela (traficantes, assassinos, estupradores, drogados e homens com dst's). 

Fácil de explicar: o sexo papai-mamãe já ficou enfadonho para ela e, para manter o mesmo nível de satisfação sexual, ela precisa de fetiches cada vez piores. Assim como um drogado que busca drogas cada vez mais pesadas.





NEUROSE

Meninas emocionalmente volúveis são meninas vaginalmente volúveis! Elas são guiadas pela buceta.

Se ela é fofoqueira, desleal, sarcástica e tem raiva de todo mundo, pode apostar que seu passado tem um enorme carrossel de paus.



ELA TE MOLESTA

O normal é nós deslizarmos as mãos embaixo do vestido delas durante o jantar em um restaurante, massageando sua buceta e deixando-a ruborizada em público.

Quando o contrário acontece (ela enfiando a mão dentro da sua calça em público), o número provável de paus que rasgaram o cu dela dispara.




ELA SENTE NECESSIDADE DE CHAMAR A ATENÇÃO

Mulheres que ficam com o cu piscando pra chamar atenção são mulheres incapazes de controlar seu desejo por pau. 



ELA SE VESTE SENSUALMENTE

Se ela se veste como uma puta, mostrando a mercadoria, é porque está procurando compradores. E compradores de putas, meu amigo, é coisa que não falta!



ELA É BEM EXPERIENTE NA CAMA

Se ela se mostra experiente na cama, é óbvio que ela transa regularmente, otário!



ELA GUARDA OBJETOS ERÓTICOS E ADMITE TER VISTO FILMES MAIS "QUENTES"

Por favor, se ela te disser que já viu um filme com cenas de sexo, lógico que ela curte filmes pornô! Essa puta busca novidades sexuais o tempo inteiro de forma instintiva, assim como uma fêmea; é mais forte do que ela!



ELA TE ACUSA DE SER CAFAJESTE E INSINUA QUE VOCÊ DORME COM OUTRAS

Projeção, meu caro! Ela já foi usada por muitos cafajestes e acabou aprendendo o modus operandi deles, e fica projetando em você o que eles já fizeram com ela.



ELA É DIFÍCIL DE SE ENTENDER

Mulheres muito complicadas são mulheres que já foram ao inferno e voltaram (depois de ser usadas por cafajestes), e se tornaram mais cínicas que nenhum cafajeste jamais conseguirá ser.



ELA DEIXA ESCAPAR QUE JÁ TRANSOU COM UM E OUTRO FULANO

Com o passar do tempo, ela vai revelando que já namorou um cara aqui, outro ali, mas desconversam rápido para não ser desmascaradas.

Frases como "todos nós já cometemos erros", "eu já sofri muito", "os homens são uns cachorros" revelam que o número de cafajestes que rasgaram o cu dela é assustadoramente alto!


Eu não acredito que ela já fudeu com tantos caras assim! É mais do que o número total de pessoas que estudam lá na minha faculdade!


ELA INTERPRETA MUITO

Mulheres com larga experiência sexual tendem a se tornar malandras e passam a incorporar um personagem. Dá para perceber que elas estão forçando uma imagem que não é a imagem real delas.



ELA FALA MUITO SOBRE VIAGENS

Todas elas gostam de viajar. Mas, quando elas ficam falando muito sobre viagens, é porque, na verdade, aqueles lugares estão marcados na mente delas por algum motivo. Ou alguma piroca, se quer que eu seja mais franco.



ELA FICA TE TESTANDO O TEMPO TODO

Se ela fica aplicando testes em você o tempo todo para ver se tu vai agir como um beta, abra o olho: está na sua frente uma vadia com larga experiência sexual.

Exemplos de jogos: fazer com que você se sinta culpado por ela ter cometido um erro; tentar te fazer se comportar como se fosse submisso a ela, te dar ordens; te excita e, na hora h, pula fora, pra te deixar na bronha; desaparecer e não te ligar; reclamar de qualquer coisa, arrumar brigas do nada; etc.



ELA TE ENCHE DE PRESENTES

Essa dica é bem estranha. Mas a verdade é que uma mulher que vive te dando presentes, na verdade, é apenas uma puta com experiência sexual.



ELA FICA DE PEGAÇÃO EM LUGARES PÚBLICOS

Sem comentários



ELA DEIXA VOCÊ CHEIRAR COCAÍNA NA BUNDA DELA

Já vi dessas




(se você usa drogas, suma do meu blog agora mesmo!)



MUITOS AMIGOS HOMENS

Amigos, sei...



BUCETA LARGA E ESTICADA

Sinal mais óbvio de puta arrombada. Mulher que já levou muito pau tende a ficar com a buceta esticada, espaçosa, a ponto de o pau ficar batendo solto lá dentro. Um verdadeiro jogo de pinball!



VOCÊ SENTE QUE ELA É UMA VADIA

Confie nos seus instintos. Eles nunca falham!






------------------------------------
Muitos caras (principalmente manginas famosos) tendem a dizer que é errado classificar as mulheres por níveis de vadiagem. Pior: afirmam que não há nada de mais em assumir uma mulher com passado sexual farto. Frases do tipo "não julgue" viraram o grito de guerra das mulheres em todos os lugares.

O problema é que esses caras e essas mulheres se esquecem da natureza masculina. É inerente ao homem rejeitar mulheres rodadas para compromisso sério; é instintivo; sentimos nojo automático de mulheres que já levaram muito pau.

Por toda a parte, tem gente bradando o "não julgue". Todos nós já usamos o "não julgue" em algum momento de nossas vidas.

Na verdade, as mulheres também sabem que ser taxadas de vadias significa perder pontos (e privilégios) com os homens. Uma mulher que não tem moral com os homens é uma mulher fadada a sofrer, já que elas dependem de nós para tudo. Por isso, nós vemos tantas mulheres lutando pelo direito de não ser criticadas, fazendo movimentos como a marcha das vadias, tudo no intuito de impedir que os homens as critiquem pelo comportamento.

Mas, parafraseando os masculinistas, biologia supera ideologia. Os instintos masculinos e sua rejeição às vadias permanece. Homens continuarão rejeitando mulheres com passado sexual farto. Bucetas largas não nos representam!



cadela
BF: namorado (em inglês)
GF: namorada (em inglês)