terça-feira, 18 de junho de 2013

Protestos contra tarifas de ônibus e seus reais efeitos

Já faz algum tempo que perdi minha tolerância com gente burra. 



Antigamente, eu tinha pena de pessoas menos esclarecidas, com pouco estudo, com dificuldades de lidar com informações complexas e incapazes de entender de política, economia e movimentos sociais. Pensava eu: "pobres coitados, não é culpa deles não terem tido condições de estudar, de atingir um conhecimento mais elevado e de não serem capazes  de compreender certas coisas que são veiculadas pela mídia".

Hoje, esse tipo de pessoa me causa medo. Medo por saber que esses ignorantes, de uma forma ou de outra, acabam prejudicando a qualidade de vida de todos ao seu redor. 

Esse tipo de gente é a vítima perfeita de pessoas inescrupulosas. Tais pessoas são manipuladas conforme interesses escusos, guiadas por crenças totalmente falsas e provocando efeitos que atingem a todos, de forma direta ou indireta.




Exemplo do que eu estou falando é esse protesto que estamos vendo por redução nas tarifas de ônibus. É impressionante como uma legião de pessoas bem intencionadas, mas burras pra caralho, são guiadas por meia dúzia de pessoas inescrupulosas. Essas pessoas atiram no que vêem e acertam no que não vêem.





REDUÇÃO DA TARIFA SÓ PIORA A SITUAÇÃO

Vamos lá: qual é a intenção do protesto? A maioria das pessoas acredita que é a redução nas tarifas de ônibus. Esse pessoal acredita ser possível reduzir o preço das tarifas na base da força, e acreditam que tal redução fará sobrar mais dinheiro no bolso dos trabalhadores, o que vai significar melhor qualidade de vida. Correto? Sim, a intenção dos militantes é essa.




Mas será que tal redução vai provocar esse efeito mesmo?




Primeiro (vou tentar simplificar o máximo que puder), o preço da passagem é determinado tendo por base o custo de se manter os ônibus rodando. 

Se o ônibus A gasta R$3000,00 por dia (contando combustível, manutenção do ônibus, salário do motorista e cobrador, mais o custo de se manter setores administrativos da empresa de ônibus), o MÍNIMO que este ônibus precisa gerar para continuar rodando é R$3000,00.

Se o ônibus gerar mais que R$3000,00, o valor excedente poderá ser usado, por exemplo, para comprar ônibus novos, melhores e mais bem-equipados; mais motoristas; enfim, o valor que sobra pode ser usado para melhorar o serviço prestado.




Agora, se o ônibus não gerar os R$3000,00, vai faltar dinheiro para a manutenção; vai faltar dinheiro para comprar mais ônibus; o salário dos motoristas e cobradores não vai poder ser reajustado; o serviço prestado terá que ficar pior para continuar sendo prestado!

Quem acredita que o transporte público é mantido via impostos está redondamente enganado. O transporte público é mantido pelos usuários que pagam pelo transporte. Se não há usuários, ou se o número de usuários não for suficiente para pagar o custo de manter os ônibus rodando, a empresa de ônibus quebra! 



Pode ser, ainda, que o prejuízo da empresa de ônibus seja coberto usando impostos. Ou seja, dinheiro que deveria ser investido em saúde, educação, segurança, obras públicas, será usado para cobrir o prejuízo de uma empresa que não se paga. No final das contas, outros serviços que não tinham nada a ver com a história serão prejudicados. 


Quanto à empresa de transporte coletivo, vai continuar rodando no prejuízo, sem condições de investir em renovação da frota, salários e melhora do serviço. Os ônibus vão ficando velhos, os melhores motoristas vão procurar outros empregos, ficando só os piores motoristas, e o serviço vai ficando pior com o passar do tempo.

Resumindo: menos saúde, menos educação, menos segurança, menos obras públicas e serviço de transporte público ruim.




A FORMA CORRETA DE SE RESOLVER A SITUAÇÃO

Se o protesto não resolve, só piora, então qual seria a solução para este problema?



A solução é simples: acabar com o transporte coletivo público. Deixar que o serviço seja fornecido por qualquer empresa, e permitir que essas empresas pratiquem o preço que quiserem!



Acha essa solução estranha? Te provo que não!



Se o serviço de transporte urbano pudesse ser fornecido por qualquer empresa, pode ter certeza que muita gente iria brigar por esse mercado. Lugares hoje que não são atendidos pelo transporte público seriam atendidos rapidamente por alguma pessoa interessada em lucrar.

Alguns lugares seriam tão disputados que as empresas seriam obrigadas a fornecer um serviço excepcional, para conseguir ganhar clientes. Ou, ainda, seriam obrigadas a baixar o preço ao máximo que puderem, para atender os mais pobres. 



Se algum lugar fosse caro de ser atendido por empresas particulares, ficaria fácil para o poder público atender APENAS ESSES LUGARES. É muito mais fácil resolver o problema de lugares específicos do que resolver o problema da cidade inteira!






OS REAIS MOTIVOS DOS PROTESTOS ATUAIS SÃO POLÍTICOS

Enquanto milhares protestam por aumentos de 20 centavos nas tarifas de transporte público, o Congresso trabalha a todo vapor pela aprovação da PEC 37.



Para resumir: se essa PEC for aprovada, o Ministério Público irá perder o poder de investigação criminal. Significa que esse trabalho ficará por conta da polícia civil e federal. Ou seja, os policiais não estão dando conta nem das investigações em andamento, ainda vão ter de abraçar as investigações realizadas hoje pelo Ministério Público.



Em outras palavras, se essa PEC sair, teremos muito mais bandidos à solta na rua!


Porque diabos alguém iria conceber uma lei tão imbecil, tão desgraçada como essa PEC? Resposta: pra livrar a cara de políticos corruptos!



Enquanto você está aí, fazendo piquete por redução de tarifa de ônibus, eles estão pavimentando o caminho para cometerem ainda mais crimes com o dinheiro público, e terem a certeza de que sairão impunes!




QUER PROTESTAR? PROTESTE DIREITO!



Se a sua intenção é a melhora no transporte coletivo, proteste pelo fim das concessões municipais! 

Proteste pelo direito de abrir a sua própria empresa de ônibus e trabalhar com a certeza de que não vão te atrapalhar! 

Proteste pelo direito de poder pagar para que alguém, que não seja a prefeitura, te forneça transporte coletivo, que é apenas um serviço como qualquer outro!

E, por fim, pare de servir como idiota útil nas mãos de pessoas inescrupulosas. Os verdadeiros mentores destes movimentos não ligam a mínima pra você! Estão pouco se fodendo para 20 centavos a mais ou a menos (eles sequer usam ônibus, ô animal!)!

Eles estão interessados apenas em manter suas regalias às custas da miséria da população!




Eu sei que os argumentos do texto foram rasos. O assunto é muito extenso. Se o texto ficasse muito grande, provavelmente quase ninguém iria ler.

Se alguém tiver alguma dúvida, poste aí nos comentários que eu vou responder, dentro do meu conhecimento limitado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário